Como Montar uma Loja Virtual

17/03/2015 08:47

Como Montar uma Loja Virtual Grátis ou Gastando Pouco

 

Neste artigo daremos dicas de como criar ou montar uma loja virtual grátis ou gastando pouco. 

 

Mostraremos também Dicas para se chegar a uma loja virtual profissional e de sucesso.

 

 

O primeiro ponto é saber exatamente para que serve uma loja virtual. Uma loja virtual, também chamado de e-commerce ou comércio eletrônico,  é basicamente uma site que permite a venda através da internet. Em termos iniciais sua loja deverá ter uma lista de produtos para venda, um cadastro de clientes e um controle de pedidos e pagamentos.

 

Para quem pensa que para montar uma loja virtual é necessário de muito dinheiro está bem enganado. Existem muitos sites que disponibilizam recursos onde você mesmo monta sua loja virtual em poucos minutos e sem pagar nada ou pagando uma pequena quantia por mês, normalmente para se ter um pouco mais de recursos e espaço para produtos e número de visitas.

 

Utilizar os recursos desses sites pode ser um valioso teste para quem deseja investir no ramo e não tem muita grana para montar um site profissional cheio de detalhes e aplicações que não serão usados no início.

 

Então vamos ao que interessa...

 

1 - O primeiro passo para criar uma loja virtual grátis ou barata é escolher um site que disponibiliza essa ferramenta.

Ou seja, possibilita a criação de uma conta que permitirá que você mesmo monte a sua loja virtual. Cada site possui ferramentas e preços diferenciados, mas no geral todos possuem a possibilidade de definir o nome da loja, entrar com os produtos, definir as formas de pagamento e controlar os pedidos.

 

Aqui vai 3 sites que fornecem esse tipo de serviço. Além desses existem muitos outros, basta pesquisar na internet.

 

https://lojaintegrada.com.br/

 

- Oferece a possibilidade de criação da loja totalmente gratuita (até 50 produtos), livre de comissão ou pagamento mensal e também com planos de pagamentos mensais de baixo custo

- Possibilidade de usar domínio próprio Ex: www.suaempresa.com.br (pago a parte)

- Possui ferramenta de otimização para que sua loja apareça no google mais rapidamente

 

 

www.webnode.com

- Possui planos a partir de R$ 12,45 mensais (até 100 produtos)

- Atendimento Premium

- Disponibiliza no mínimo 1 conta de email 

- Possibilidade de usar domínio próprio Ex: www.suaempresa.com.br (pago a parte)

 

 

http://www.locaweb.com.br/produtos/loja-virtual.html

- Uma das mais conhecidas

- Possui planos a partir de R$ 79,00 mensais (até 100 produtos)

- Suporte por telefone e web 

- Disponibiliza no mínimo 10 contas de email 

- Possibilidade de usar domínio próprio Ex: www.suaempresa.com.br (pago a parte)

 

 

2 - Feito a escolha do site, o próximo passo é criar uma conta. Esse passo é bem bastante rápido e simples.

 Você insere o seu nome, e-mail, senha. Depois VocÊ receberá um e-mail de confirmação. 

  Após a confirmação da criação você já poderá configurar a loja!

  Nesse passo poderá ser solicitado o tipo de plano que deseja aderir.

 

 

3 - Feito o cadastro, o próximo passo será dedicar um tempo para deixá-la com as características da sua empresa! 

    Neste momento é possível definir o logo com sua marca, o endereço próprio (ex: www.suaempresa.com.br), as formas de envio, formas de pagamento, entre outras funções.

 

 

4 - Capriche no visual !!! Ele é muito importante e é através dele que você apresenta o estilo e a identidade da sua empresa. 

Os sites possuem diversos modelos que você poderá escolher. Em poucos cliques você mesmo poderá definir cores, plano de fundo, fontes, quantidade de produtos, entre outras características.

 

 

5 - Sua loja precisa vender produtos ou serviços, Certo ? Cadastrar cada um deles é muito simples. Você irá escolher um título, as fotos, o preço e a descrição de cada produto e ir montando sua lista.

Além disso, alguns sites oferecem o recursos para integrar tudo ao Mercado Livre, e ainda montar uma loja no Facebook.

 

 

O que é importante ter em mente.

 

Em todos os casos você deverá ter um meio de receber o pagamento dos seus clientes, então além da loja virtual você deverá ter uma conta em um intermediador de pagamentos como por exemplo, PagSeguro, MercadoPago, BCash ou PAyPal. A sua conta deve ser do tipo "conta Vendedor", pois nela você irá configurar sua conta corrente para poder receber os pagamentos dos seus clientes.

 

Através de sua conta no intermediador de pagamentos é que será feita a configuração na sua loja virtual para receber os pagamentos dos seu clientes. Dessa forma você não precisa se preocupar com nada. Seu Cliente faz o pagamento através de cartão, boleto ou transferência e o intermediador irá te avisar se o pagamento foi aceito ou não.

 

Outra coisa, não existe ferramenta mágica. Apesar do processo ser simples, é você quem deverá configurar sua loja.

Então tenha paciência para cadastrar cada produto e efetuar as devidas manutenções, configurar o modelo da loja, banners, promoções e acompanhar os pedidos.

 

 

O que é necessário saber para ter uma loja mais profissional. Claro que gastando um pouco mais.

 

  • Pontos principais para a abertura da loja virtual

 

Os principais pontos de atenção são: a plataforma utilizada, formas de pagamentos e antifraude, Controle de frete, segurança do site e dos clientes, suporte ao cliente, backoffice, marketing.

 

 

- Escolha a plataforma correta

 

A plataforma é uma das mais importantes decisões a serem tomadas quando se deseja montar uma loja virtual. Ela será o alicerce de sua Loja. Tudo que será construído será apoiado nela, sendo assim, escolher uma plataforma que seja

flexível às mudanças, que tenha garantia, qualidade e um bom suporte técnico e que possa te atender por um prazo longo. 

Normalmente elas são de três tipo: gratuitas, de código fonte aberto e pagas.  As gratuitas são mais limitadas e permitem poucas customizações em sua página. 

As de código fonte aberto são gratuitas, mas demandam que você tenha conhecimentos específicos para efetuar as mudanças, sendo necessário a contratação de especialista; 

Já as pagas costumam ter suporte de qualidade e te oferecem a grandes possibilidades de alterações na plataforma, mas em geral cobram uma porcentagem da sua receita ou mensalidades.

Nessa análise, considere sempre a questão custo-benefício. Muitas lojas começam utilizando uma plataforma mais simples e de baixo custo e depois que o negócio dá certo mudam para uma que oferece mais recursos.

 

 

Fiz algumas pesquisas e listo aqui algumas opções de plataforma que encontrei no blogimpacta.com.br :

 

Pequeno – Plataformas com baixo custo e fácil utilização:

 

Loja Integrada: possui uma interface simples e fácil para a gestão, ótimos recursos como sistema de pagamento integrado, possibilidade de integração com Sistema ERP, integração do frete com o sistema dos Correios e facilidade de otimizar o site para as práticas de SEO. Sua adesão é gratuita e não há mensalidade, totalmente livre de comissão de vendas e cobranças por page views. Toda a montagem do e-commerce deve ser realizada pelo lojista;

D Loja Virtual: iniciando com um plano de investimento baixo, possui uma fácil interface e há a opção de alteração de planos, aumentando os recursos da loja;

DOT Store: oferece a implementação grátis, possui uma interface de fácil utilização e seu modelo de negócios é baseado em quantidade de page views, produtos e outros referenciais. Possui uma série de recursos, todos baseados de acordo com sua assinatura. Seu suporte é prático e conta com Web Designer e, se necessário, consultoria em e-commerce.

 

Médio – Plataformas com bons recursos e preços acessíveis:

 

Ciashop: uma plataforma e-commerce robusta de baixo investimento, rápida implantação e boa escalabilidade. Possui grandes recursos e atualmente oferece dois planos, destinado a médias e grandes operações;

Fast Commerce: uma plataforma bem robusta com grande leque de recursos e sem cobrança por módulos adicionais. O lojista tem a possibilidade de customizar o design da plataforma utilizando HTML;

Magento: plataforma de código aberto, bem popular em médias e grandes operações. Porém, devido ao grau de complexidade de implementação e operação, necessita de programadores experientes.

 

Grande – Plataformas com bons recursos, alta performance e escalabilidade:

 

EZ Commerce: uma plataforma com alta disponibilidade de recursos, inclusive possibilitando a implementação de marketplaces (ex. Mercado Livre), e coaching, se necessário. Possui garantia de atualizações, além de ERP integrado nativo;

Rakuten/Ikeda: plataforma robusta com alta disponibilidade de recursos e atualizações, com o foco em alta performance e escalabilidade. Possui integração com sistemas;

VTex:  plataforma e-commerce robusta e com boa disponibilidade de atualizações. Possui um recurso chamado smart checkout, que possibilita a compra com apenas um clique. Totalmente voltada para a experiência do usuário, sempre permite um grande nível de personalização do layout e integração com ERP, além de possuir um módulo CRM, podendo integrar com outros sistemas.

 

 

 

- Formas de Pagamento

 

O que sua loja deve ter, sem sombra de dúvidas, é disponibilizar várias opções de pagamento para o cliente escolher a que melhor lhe cabe.

 

E como devo Fazer ?

Existem basicamente 3 maneiras: Intermediadores de pagamentos, Gateways de pagamento e Integração direta com a adquirente.

 

Os intermediadores já foram explicados acima. são empresas que fazem o intermédio entre o pagamento do cliente, as administradores de cartão ou bancos e a sua loja.

Cobram taxas pelos serviços mas são excelentes opções para pequenos negócios ou início de atividades. Os intermediários permitirem uma variedade muito grande de cartões e métodos, o que facilita a vida do cliente.

As mais indicadas são PagSeguro, MercadoPago, BCash ou PAyPal

 

O gateway automaticamente faz a ligação tecnológica entre as operadoras financeiras e a sua loja. Dessa forma sua empresa precisa estabelecer contato direto com as operadoras de cartões e bancos. 

Como resultado, os pagamentos são depositados diretamente na conta da loja. As taxas tendem a ser menores e a loja ganha em independência e autonomia. 

Porém o impacto financeiro de uma venda fraudulenta recai totalmente sobre o próprio lojista, algo que deve sem levado em consideração quando se pensa em gateways.

Alguns Gateways de pagament: Cielo e-Commerce, SuperPay, Stone e-Commerce, F2B

 

Já a integração direta com a adquirente é a opção para lojistas mais experientes com equipes dedicadas de desenvolvimento e que entendam de segurança. 

Nessa modalidade você possui todo o controle, tem contato direto com o adquirente e pode negociar taxas livremente. Também está mais sujeito a ter que arcar com as fraudes.

 

 

 

- Sistema antifraude 

 

Toda loja precisa ter um sistema antifraude para evitar prejuizos financeiros em suas venda. 

Caso utilize um intermediador de pagamentos isso deixa de ser uma preocupação pois eles já fornecem o serviço. Os Gateways também contam com sistemas antifraude.

Do contrário, será necessário contratar um fornecedor de segurança digital entre os que existem no mercado.

 

 

- Frete

 

Hoje em dia a grande maioria das plataformas já fornecem a integração de cálculo de frete diretamente com os correios.

Em caso de uso de outras transportadoras será necessário verificar a disponibilidade dessas configurações dentro da platsforma escolhida.

 

 

- Segurança do site e dos clientes

 

Todo cliente busca segurança, então demonstrar que sua loja se preocupa com isso é de fundamental importância.

Os principais tipos de segurança são SSL (Secure Socket Layer) que funciona como proteção dos dados que os clientes inserem no site e Scan de Aplicação e IP que busca vulnerabilidades no seu site

Procure contratar um fornecdor que forneça esses tipos seguranças.e

 

 

- Suporte ao cliente

 

Ter uma equipe ou mesmo disponibilizar seu tempo para que o cliente tenha o suporte necessário no pré e no pós venda é de grande importância para conquistar novos clientes e o retorno daquele que comprou.

Portanto, invista tempo nisso.

 

- Marketing

Não existe uma forma de ser visto e de ter um grande número de clientes sem uma boa campanha de marketing. Hoje em dia encontramos uma grande variedade de formas de mostrar a marca para o público. Dentro e fora da internet existem diversas possibilidades. Então, usar a criatividade e gastar um pouco será importantíssimo para o sucesso de sua loja. 

Dentro das possibilidades eu posso citar:

- Use e abuse das redes socias ( Facebook, Instagram e Twitter entre outras) é um meio fácil e barato para mostrar sua loja. Campanhas pagas no Facebook possuem um ótimo resultado

- E-Mail Marketing - Um ótimo canal de venda. Já percebeu quantos emails você recebe diariamente de lojas como Americanas, Submarino e Magazine Luiza ? Busque e mantenha uma lista de clientes e utilize ferramentas para auxiliar nesse caminho.

- Google Adwords - Ferramenta paga de anúncios do Google. Requer um bom gasto financeiro mas consegue atrair um grande número de visitas

 

- Backoffice 

Juntamente com o sucesso da loja será necessário pensar em adiquirir uma ferramenta de controle gerencial e automação que se conecte a sua plataforma e facilite seu trabalho, tanto na questão financeira e gerencial, como também para tornar mais ágil o gerenciamento dos seus pedidos.

 

Então é isso, espero ter contribuído para aproximar seu sonho da realidade.